Cuidado com os esquemas fraudulentos!

Não há dúvida que o mundo anda louco com o crescimento exponencial, tanto em número como em valor, das criptomoedas.  Pessoas reais tornaram-se milionárias do dia para a noite ao investir em Bitcoins e noutros Altcoins.  Por esta razão, toda a indústria, até hoje pouquíssimo regulamentada, tornou-se um ótimo local de diversões para burlões. A maior parte dos serviços de mineração na nuvem são esquemas fraudulentos, porque é fácil para as empresas ficar com o dinheiro das pessoas e não o devolver. Além disso, uma empresa pode afirmar ser uma plataforma de mineração na nuvem sem qualquer prova de possuir qualquer tipo de hardware. Lembre-se: 99% das empresas de mineração na nuvem são fraudes.

Critérios que o ajudam a detectar um esquema de mineração na nuvem fraudulento

Preparamos uma lista de “sinais de alerta” aos quais deve prestar atenção antes de investir o seu precioso dinheiro.

  • Nenhuma imagem relevante do equipamento de mineração ou centro de dados: Todas as empresas de mineração na nuvem legítimas são capazes de lhe fornecer informações sobre os seus centros de dados e até imagens de todos os “mineiros” de Bitcoins que possuem. Algumas até vão mais longe e dão provas do consumo energético. Embora seja fácil usar fotografias falsas, é ainda mais fácil para uma empresa gravar um vídeo dos equipamentos do seu centro de dados e tirar algumas fotografias que comprovam a sua existência.
  • Endereço de mineração público: Nenhum endereço público de Bitcoins ou pool de utilizadores selecionável. Quando compra hashpower a uma empresa de mineração na nuvem, deve ser capaz de direcionar o hashpower para uma pool de mineração da sua escolha. A empresa de mineração na nuvem também deve possuir um endereço de mineração público que comprove que está a minerar Bitcoins na rede, e devem ser capazes de assinalar blocos para comprovar que têm um endereço. Se não foram capazes de o fazer, é provável que se trate de um esquema fraudulento.
  • Capacidade de processamento ilimitado: A quantidade de GH/s que pode vender é limitada pela quantidade de equipamento que tem no centro de dados. Obter mais hardware no sentido de vender mais GH/s demora muito tempo a encomendar, receber e implementar. As empresas de mineração legítimas terão limitações na quantidade de GH/s que são capazes de vender e tornarão públicas as suas quantidades a que têm acesso (provavelmente), e quanto já venderam. Qualquer empresa que não limite as vendas ou torne pública a hashpower vendida em relação ao que já implementou deve ser considerada altamente suspeita.
  • Mineração na nuvem Esquema de Ponzi e em pirâmide:As fraudes colocam os fundos de parte e usam os fundos iniciais dos clientes para fazer pagamentos para criar novamente uma ilusão de respeitabilidade e honestidade que, em seguida, gerará mais clientes. Exibem um endereço de Bitcoins verificável que usam para fazer pagamentos. Um dia o endereço deixa de fazer pagamentos.
  • Nenhuma opção para retirar fundos: Se um site oferecerhashpower sem disponibilizar um meio claro para retirar os seus ganhos, trata-se provavelmente de um esquema fraudulento.
  • Registo da empresa:Um conjunto de empresas já o fez em Londres para dar a ideia de prestígio – ms os diretores são normalmente registados como residentes estrangeiros, sendo fácil de falsificar os documentos de identificação.
  • Propriedade do nome do domínio: Uma empresa legítima neste espaço deve disponibilizar prontamente as suas informações de contacto. Isto também se aplica ao registo do nome de domínio. Um nome de domínio anónimo ou cancelado é um sinal de alerta de que a operação de hashing na nuvem é provavelmente um esquema fraudulento.
  • Nenhum apoio de qualquer vendedor “mineiro” ASIC: As empresas legítimas de mineração na nuvem possuem muito hardware caro e os vendedores de ASIC que lhes fornecem os equipamentos terão todo o prazer em fazer uma declaração ou reconhecimento públicos declarando que a empresa em questão é sua cliente. Esta é uma forma de publicidade gratuita para a empresa de ASIC e o apoio dá confiança à empresa de mineração na nuvem, pelo que é uma situação vantajosa para todas as partes. Não há razão para que um vendedor ASIC não o faça de boa vontade e as verdadeiras empresas de mineração na nuvem normalmente pedem-lhes que o façam logo de início, para entrarem com o pé direito. Se não houver qualquer apoio, então pode assumir que a empresa de mineração simplesmente não possui o hardware que afirma ter.
  • Os burlões usam promoções:Por exemplo, vídeos usando representantes e escritórios falsos – de novo, sem qualquer prova de existência de equipamento.

Recomenda-se que faça a sua própria pesquisa e compreenda exatamente onde se está a registar antes de celebrar qualquer contrato com um serviço de mineração na nuvem. Existem empresas legítimas e respeitáveis, e podem ser lucrativas nas circunstâncias certas, mas é importante que tenha consciência de que se trata de um espaço arriscado sem garantias e muitos participantes duvidosos.

Portanto, como pode ver, a mineração na nuvem pode ser uma boa ideia, por um lado, mas pode ser um risco, por outro. Assim como qualquer investimento em ações, nunca arrisque mais do que aquilo que pode perder, e faça os trabalhos de casa antes de investir.

Muitas empresas de mineração na nuvem são, na verdade, esquemas Ponzi que eventualmente se tornam insustentáveis e colapsam. Algumas empresas de mineração na nuvem possuem centros de dados verdadeiros e dão provas dos seus equipamentos.